“Socialmente responsável”?!

“Socialmente responsável”?!

Sempre que visitamos o site da Forall Phones somos confrontados com algumas expressões que nos podem deixar um pouco confusos:

“Socialmente responsável.”

“Combinamos no nosso ADN inovação e sustentabilidade.”

“(…) graças à nossa experiência próxima do cliente, informada, segura, social e ambientalmente responsável.”

 

Mas o que quererá isto dizer? Todas as expressões referem-se a um mesmo conceito ou o correto é distingui-los? Pode, a Forall Phones, autointitular-se “socialmente responsável”? Fomos conscientes social e ambientalmente na criação ou continua possível darmos passos nesse sentido?

Quando falamos em startups, pensamos em criatividade e inovação, mas a palavra “responsabilidade” deve também ser incluída.

Segundo o Livro Verde da Comissão Europeia (2001), «a responsabilidade social empresarial é um conceito segundo o qual as empresas decidem, numa base voluntária, contribuir para uma sociedade mais justa e para um ambiente mais limpo» [1].

Por outras palavras, falamos em impactar positivamente a sociedade! E sim, o conceito de desenvolvimento sustentável está estreitamente relacionado com a questão social!

A responsabilidade social em qualquer empresa deve patentear muito mais do que ações com objetivos de cidadania; sem receio, a empresa (seja de que dimensão for: pequena, média, grande, internacional ou até a mercearia do bairro) deve assumir uma postura ética de co-responsabilidade perante a sociedade.

Garanto que é simples, trata-se apenas de a empresa integrar nas suas operações não só o impacto económico, mas projetar também um impacto social e ambiental. Preferencialmente contínuos, tal como desejam para a vertente económica!

O ideal é então que a gestão da empresa não seja norteada unicamente para os próprios interesses, mas também para os proveitos e a potencialização dos seus trabalhadores e parceiros, dos seus clientes, da sua concorrência, das autoridades públicas, das comunidades locais e da sociedade em geral [1].

 

Parece difícil?

Esta atuação pode desenvolver-se por meio da educação, da solidariedade ou da sustentabilidade e é feita através de ações internas –  junto dos embaixadores, colaboradores ou fornecedores –, de ações externas – incentivando boas práticas na sociedade, como a redução do e-waste – ou de ações exteriores com os próprios clientes – a iniciativa de plantação no Pinhal de Leiria é exemplo disso.

Somos socialmente responsáveis porque apostamos na integração voluntária de preocupações sociais e ambientais nos atos da Forall Phones! E claro está: vamos continuar a caminhar neste trilho.

 

Think Social, change the rules!

Rafaela de Melo

Fonte: [1] Nossa Causa 

Sobre Mim

Olá! Chamo-me Rafaela, tenho 21 anos, sou licenciada em Serviço Social e em breve iniciarei o mestrado em Economia Social.

O que mais gosto é de comunicar e aprender, o que me leva a envolver-me em projetos das mais diversas áreas: por isso estou na Forall Phones!

Sou embaixadora desde maio de 2018 e em junho fiquei responsável por escrever sobre o Forall Social.

Let’s Get Connected: Linkedin Facebook | Instagram 

 

Artigo anterior Qual é o teu limite?

Deixe o seu comentário

* Campos obrigatórios